www.gdcreixomil.maisbarcelos.pt
CRÓNICAS DO FUTEBOL JUNIOR

 

 


Aurélio Reis

Campeão Regional Minho BTT

Veteranos A


 

CAMPEÃO POPULAR SÉNIOR

          ÉPOCA 1995/96

 

 

 CAMPEÃO POPULAR SÉNIOR

          ÉPOCA 1998/99

                       

   

CAMPEÃO POPULAR JUNIOR

          ÉPOCA 2007/08

 

 

  CAMPEÃO REGIONAL BTT

           ÉPOCA 2006

 

 

Tudo sobre as Comemorações do 25º Aniversário em Actividades e Galeria de Fotos

 

 

 

 

 

CARLOS FARIA

VICE-CAMPEÃO NACIONAL

SECÇÃO BTT 2008

CATEGORIA DE CADETES

 

 

 

 

 



 
Imprimir esta página

 

19-05-2007

 

Derrota no último jogo

 

Carapeços campeão em final inventada

 

A equipa de Carapeços sagrou-se Campeã de Juniores este sábado ao vencer o G.D.Creixomil no seu reduto. O resultado final foi de duas bolas a zero favorável aos visitantes que assim fizeram a festa com o muito publico que se deslocou com eles a Creixomil. Só era desnecessário todo o espectáculo folclórico-teatral levado a cena por parte de encenadores baratos que se dizem “organizadores do nosso Popular”.

 

 

G.D. CREIXOMIL                                     0

A.C.D.CARAPEÇOS                               2

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DAS FONTAINHAS

ARBITRO:

Hugo

Pimenta

(Joel, 78')

Diogo

Rui

Veloso

(Zé, 32'')

Hélder

Ricardo

(Márcio, 80')

Nuno

Fitas

(Pinto, 40')

Capela

(Leandro, 75')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Pedro e Márcio Enes

 

 

 

Márcio Pereira

Vítor Pombo

Rui Costa

Ricardo Azevedo

César Miranda

Hugo Miranda

Pedro Costa

(Hélder Duarte, 62')

Hugo Coelho

(Rui Pereira, 77')

Jorge Barbosa

Ricardo Costa

João Arantes

(Rafael Dias, 80')

 

 

Treinador:

Manuel Tomé

 

Jogadores não utilizados:

Hélder Portela, Paulo Silva, Sérgio Pereira e Miguel Ferreira

 

 

 

Ao Intervalo: 0-2

Marcadores: Jorge Barbosa e Ricardo Costa

                     

                     

                       

                     

                  

                         

 

          Terminou este sábado o Campeonato de Futebol Popular de Barcelos na categoria de Juniores. Para a última jornada adivinhavam-se grandes emoções, isto porque apenas três pontos separavam as quatro primeiras equipas. Carapeços, o líder da prova, deslocava-se a Creixomil quarto classificado com a intenção de fazer a festa. Para isso trouxe consigo uma numerosa assistência, facto pouco visto ao longo deste “mini” Campeonato. Aliás o clima era de festa e mais parecia que estávamos numa grande final, já que não faltavam repórteres da imprensa local e até directores da A.F.P.B. Finalmente lembraram-se que havia uma competição de cariz Popular com jovens em idade de formação. Finalmente lembraram-se que em Dezembro oito corajosos clubes, num universo de trinta e dois (!!!), disseram sim a esta prova. Finalmente… Só não era necessário inventar uma final para comparecerem. Estes jovens são sem sombra de dúvidas o parente pobre da Organização Popular, mas neste dia “alguém” quis colocar uma nova fachada no prédio. Uma fachada muito bonita, em alguns casos deslumbrante, a esconder o prédio à muito em ruínas. Começaram pela nomeação de uma equipa de arbitragem constituída por três habituais árbitros. O que foi “escolhido” para árbitro principal comunicou às equipas que deveriam entrar em campo “como na liga dos campeões..” . Os jogadores já em campo saudaram-se individualmente (até os bancos de suplentes). Depois foram as fotos… só faltaram os habituais papelinhos e a música de fundo… O jogo começou com o Carapeços balanceado no ataque e a tentar resolver o jogo rapidamente. Conseguiu-o com inteiro mérito com golos de Jorge Barbosa e Ricardo Costa ainda no primeiro tempo. Um primeiro tempo onde foi possível reconhecer uma vez mais o enorme “respeito” que alguns árbitros têm perante as gentes de Carapeços. Se já não bastasse a fluidez atacante dos visitantes, os jovens de Creixomil ainda tiveram que “levar” com a habilidade do sr. Juiz inventando uma grande penalidade (Deus escreve direito por linhas tortas e talvez por isso Hugo defendeu o castigo máximo), expulsando directores do banco e anulando um golo ao ataque do Creixomil mesmo em cima do intervalo. O segundo tempo serviu apenas para a consagração dos justos vencedores deste Campeonato e também para o habilidoso de serviço tentar limpar um pouco a sua imagem ao assinalar alguns livres junto à área do Carapeços, inclusive ao assinalar um livre indirecto ao guarda-redes Márcio Pereira por este ter, pressupostamente, infringido a “lei dos seis segundos”. No final foi feita a festa por parte das gentes de Carapeços, uma equipa em quem lhe assenta muito bem as “faixas de Campeão” por tudo o que fizeram neste Campeonato. Para quem acompanhou estes jovens que compõem a equipa de juniores de Creixomil também eles se podem considerar Campeões. Um grupo que deu os primeiros passos à três anos, sendo uma das equipas mais frágeis desse ano, chegou a esta época quase sem alterações e a lutar por um lugar de honra no topo da classificação. Claro que para isso contribuíram e muito os ensinamentos, a paciência e a dedicação dos seus treinadores Carlos Manuel, Nuno Martins e Jorge Correia. Como, com a excepção de dois casos, esta equipa poderá manter-se para a próxima época podem os sócios e todos os simpatizantes do G.D.Creixomil augurarem grandes feitos no futuro.

Foi um orgulho muito grande pertencer a este grupo.

Bravo rapazes…

 

 

Ass. Rui Correia

 

    


12-05-2007

 

Vitória em Milhazes

 

Golos…até com o rabo!

 

Os juniores de Creixomil foram este sábado ao terreno do Milhazes vencer por cinco bolas a zero. Num jogo em que tudo correu bem à equipa visitante, com golos para todos os gostos, o mais importante foi alcançado, ou seja, os três pontos. Com esta vitória fica tudo em aberto para a última jornada já no próximo sábado. Os jovens de Creixomil recebem os de Carapeços, e embora dependendo de terceiros, ainda podem sonhar com o título.

 

A.D. MILHAZES                                       0

G.D. CREIXOMIL                                     5

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE MILHAZES

ARBITRO: CRUZ

António Machado

(Manuel Silva, 45')

Nelson Costa

Luís Faria

(Daniel Alves, 62')

Bruno Alves

Luís Carvalho

Ricardo Faria

André Silva

Diogo Miranda

Renato Rodrigues

(Bruno Araújo, 55')

Serafim Oliveira

(João Faria, 71')

Hélder Brito

(Carlos Simões, 69')

 

Treinador:

Pedro Matos

 

Jogadores não utilizados:

 

 

 

 

Hugo

(Pedro, 65')

Pimenta

Diogo

Rui

Veloso

(Joel, 60')

Hélder

Ricardo

(Paulinho, 63')

Nuno

Fitas

(Márcio Enes, 65')

Capela

(Pinto, 40')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Márcio e Leandro

 

 

 

Ao Intervalo: 3-0

Marcadores: Nuno, Hélder, Fitas, Tó e Paulinho

                     

                     

                      

                     

                  

                         

 

            O Grupo Desportivo de Creixomil deslocou-se este sábado ao terreno do Milhazes para realizar a penúltima partida do Campeonato Popular de Juniores da época 2006/2007. Sendo frente a um dos finalistas da Taça desta época o jogo não se avizinhava nada fácil para os jovens de Creixomil. De forma determinada e consistente os visitantes impuseram um ritmo elevado logo no inicio da partida, tomando conta assim das operações bem cedo. Não foi por isso estranho que a equipa visitante se adiantasse bem cedo no marcador. Primeiro por Nuno e depois por Hélder, aos 6' e 14' de forma muito idêntica. Tanto numa como noutra situação os jovens de Creixomil surgiram libertos no lado direito do seu ataque e à saída do guardião contrário aplicaram um vistoso chapéu pleno de oportunidade. À passagem do primeiro quarto de hora de jogo já os visitantes venciam por duas bolas a zero com golos marcador quase a papel químico. O ritmo naturalmente abrandou e foi possível assistir a uma reacção, ainda que muito ténue, da equipa da casa. A defensiva de Creixomil nunca foi muito importunada e manteve-se sempre atenta qualquer situação que pudesse levar perigo para a sua baliza. Já bem próximo do descanso Fitas rompeu a teia defensiva do Milhazes, e descaído para o ledo esquerdo do seu ataque, com um ângulo muito apertado, conseguiu colocar o esférico no fundo das redes contrárias fazendo o terceiro para a sua equipa. Era com este resultado que as equipas chegavam ao intervalo. A segunda parte iniciou-se com um lance perfeitamente inocente entre o avançado Pinto de Creixomil, recém entrado, e o guarda-redes do Milhazes, António Machado em que este acabou por sair do encontro lesionado. Sem dúvida um dos melhores do Campeonato o guardião revelou a sua triste sina sempre que defronta a equipa de Creixomil, pois já na primeira volta saíra lesionado no intervalo do jogo.Com o vencedor praticamente encontrado os dois treinadores optaram por rodar as suas equipas, fazendo entrar aqueles jogadores menos utilizados premiando-os assim com mais minutos para sua aprendizagem. Com isto tanto o ritmo como a qualidade do futebol praticado baixaram um pouco. Mesmo assim os jovens de Creixomil haviam de dilatar ainda mais o marcador, embora com golos um pouco “diferentes”. Primeiro foi Tó com o rabo, imagine-se, a marcar. Na tentativa de tirar a bola da zona de perigo o defesa do Milhazes esbarrou com a mesma no rabo do jogador de Creixomil que assim marcava mais um golo. Para estabelecer o resultado final foi a vez de Paulinho que entrado minutos antes ainda foi a tempo de marcar. Numa jogada individual surge frente ao guarda-redes contrário mas falha o remate, com isto o guardião desequilibra-se e é nessa altura que Paulinho introduz a bola no fundo das redes. Até final nada mais houve a registar nu jogo que acabou por se tornar fácil para os jovens de Creixomil, muito por “culpa” da sua atitude bem vincada logo no início do desafio.

 


  

28-04-2007

 

Vitória frente ao Perelhal

 

Uma vitória com sofrimento desnecessário

 

Juniores do G.D. Creixomil vencem o Perelhal por 3-2. Numa partida bem disputada os jovens de Creixomil marcaram primeiro por Ricardo, e ao intervalo já venciam por 3-1. Com alguma desconcentração permitiram a redução no marcador por parte do Perehal já perto do final da partida, acabando por sofrer para conseguirem a saborosa vitória.

 

G. D. CREIXOMIL                                     3

JUVENTUDE DE PERELHAL                  2

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE PERELHAL

ARBITRO: RUI COSTA

Hugo

Pimenta

Rui

Diogo

(Veloso, 75')

Hélder

Ricardo

Nuno

(Paulinho, 65')

Fitas

(Márcio, 62')

Capela

(Pinto, 60')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Pedro, Joel e Márcio Enes

 

 

 

José Miranda

Nelson Barroso

Paulo Gonçalves

Paulo Oliveira

Luís Cunha

João Silva

Daniel Santos

Hélder Novais

(Pedro Rego, 60')

Francisco Silva

Carlos Silva

Bruno Ferreira

 

Treinador:

Francisco Miranda

 

Jogadores não utilizados:

João Ferreira

 

 

 

Ao Intervalo: 3-1

Marcadores: Ricardo, Capela e Hélder;

                      Francisco Silva e Bruno Ferreira

                     

                     

                      

                     

                  

                         

 

            Por caprichos deste Campeonato quis o destino que G.D. Creixomil e Perelhal se voltassem a encontrar uma semana depois para mais um “derby” na categoria de Juniores. Desta feita o encontro realizou-se no Campo das Fontainhas, reduto do G.D. Creixomil. Mesmo tratando-se de camadas jovens a rivalidade entre estes dois conjuntos é bem visível e um jogo como este é encarado por todos como sendo especial. A partida começou com os da casa a carregar no acelerador com toda a força, o que viria a dar os seus frutos poucos minutos depois. Aos 15' da partida, e no seguimento de um cruzamento da direita, Ricardo livre de marcação no centro da área remata de primeira para o fundo das redes abrindo o activo. A tuada do encontro continuou a mesma, mas com os visitantes a tentarem mais vezes o contra-ataque. Na conversão de uma bola parada o Perelhal chega mesmo ao empate. Batido o livre no lado esquerdo por Daniel Santos, a bola sobrevoa toda a área e junto ao segundo poste surge Francisco Silva a fazer a emenda para o golo. Apesar de tudo os jovens de Creixomil não sentiram o golo sofrido e continuaram senhores do encontro, adivinhando-se mais golos para o seu lado. O segundo golo do Creixomil acaba por surgir aos 23' num lance mal conduzido pela defensiva dos visitantes. Capela, pleno de oportunidade, rouba a bola a um adversário isola-se e executa um chapéu perfeito repondo assim novamente a vantagem no marcador para a sua equipa. Ainda antes do intervalo registo para uma bola na barra da baliza do Perelhal enviada por Fitas, e o terceiro golo do Creixomil apontado por Hélder. Numa jogada individual do médio de Creixomil, onde o guardião contrário não ficou muito bem na fotografia, surgia o terceiro para os da casa. O intervalo chegava com o marcador a assinalar 3-1 favorável a Creixomil. Na segunda parte a equipa de Perelhal surge um pouco mais activa, e com algumas substituições operadas pelo treinador de Creixomil acaba por beneficiar de algumas oportunidades. Lentamente a vivacidade da primeira parte foi esmorecendo e a monotonia foi tomando conta do desafio. Quando já nada o fazia prever eis que surge o Perelhal a reduzir o marcador. Numa bola bombeada para as costas da defensiva da casa, Diogo falha o alívio e o esférico sobra para Bruno Ferreira que não tem dificuldades em o colocar no fundo das redes. Com este golo a equipa da casa abanou bastante, e começou a denotar-se alguma tremedeira. Num dos raros lances de ataque bem constituídos pelos da casa nesta altura Hélder ainda dispôs de uma bela oportunidade para resolver a questão, mas acabou por rematar ao lado. Nos últimos minutos o “chuveirinho” para a área de Creixomil foi uma constante, e seria mesmo o guardião Hugo a evitar o golo da igualdade nos últimos instantes da partida, ao defender um remate com selo de golo. Resultado final de 3-2 para os da casa, que acabaram por sofrer desnecessariamente, pois com um pouco mais de concentração na parte final do desafio teriam evitado a aflição por que passaram.

                               


21-04-2007

 

Empate em Perelhal

 

Equipa de garra chega ao empate

 

Apesar de desfalcada devido a castigos e poupanças de jogadores para a equipa sénior, os juniores de Creixomil ainda tiveram a contrariedade de ver o seu guarda-redes expulso aos 22'. Mesmo assim conseguiram chegar à igualdade depois de estarem a perder por 2-0. O resultado justo seria mesmo a vitória já que na segunda parte só deu Creixomil.

 

 

JUVENTUDE DE PERELHAL                  2

G. D. CREIXOMIL                                     2

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE PERELHAL

ARBITRO: RUI COSTA

José Miranda

Nelson Barroso

Paulo Gonçalves

Paulo Oliveira

Luís Cunha

João Silva

Daniel Santos

Pedro Rego

(Hélder Novais, 74')

Francisco Silva

Carlos Silva

Bruno Ferreira

(João Ferreira, 80')

 

Treinador:

Francisco Miranda

 

Jogadores não utilizados:

 

 

 

 

Hugo

Veloso

(Pedro, 22')

Rui

Diogo

Márcio

(Pinto, 72')

Paulinho

(Hélder, 40')

Capela

Fitas

Pimenta

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Joel, Leandro, Márcio Enes e Ricardo

 

Ao Intervalo: 2-1

Marcadores: Zé(pb), João Silva; Fitas(gp), Rui

                     

                     

                      

                     

                  

                         

 

          Teve lugar este sábado o jogo em atraso ainda referente à primeira volta entre as equipas de Perelhal e Creixomil. Apesar da distância pontual existente entre estas equipas, um “derby” é sempre um “derby”, e este foi mais um igual a todos os outros. Golos, expulsões, quezílias entre espectadores e muita emoção a juntar à entrega fora do normal por parte dos jogadores de ambas as equipas. A equipa de Creixomil até entrou melhor no jogo que a sua adversária, mas o não aproveitar de algumas oportunidades parece ter enervado o grupo. Aos poucos os da casa foram chegando à área do seu adversário, e numa jogada de contra-ataque o irrequieto Daniel isolasse e remata contra o corpo do guarda-redes Hugo, a bola ressalta para a sua frente embatendo nas pernas do defesa Zé, que involuntariamente introduz a bola na própria baliza. Ainda sem ter conseguido assimilar esta infelicidade a equipa de Creixomil viria a sofrer mais uma contrariedade. Uma vez mais Daniel, sem dúvida o melhor jogador da equipa da casa, passa pela defensiva do Creixomil isolando-se, o guarda-redes sai aos seus pés ainda fora da sua área e este acaba por cair de forma pouco convincente. Mesmo assim o árbitro da partida não tem dúvidas e acaba por marcar falta e expulsa Hugo. Na conversão do livre o guarda-redes Pedro, recém entrado, ainda defende mas João Silva surge mais rápido a fazer a recarga e aumentar para 2-0. Foi nesta altura que a equipa de Creixomil arregaçou as mangas em busca do prejuízo. Até final da primeira parte só deu Creixomil, e o golo acabou mesmo por aparecer. De grande penalidade a castigar infracção clara sobre Tó, Fitas converteu e deu inicio à recuperação. No intervalo a equipa visitante sofreu alguns reajustes com a entrada de Hélder, o que veio intensificar ainda mais o caudal atacante do Creixomil. As situações de perigo junto à baliza de José Miranda sucediam-se mas sem resultados práticos. Mesmo assim era visível o recuo da equipa da casa e o G.D.Creixomil mesmo reduzido a dez desde cedo intensificava a sua acção junto ao último reduto de Perelhal. Nesta altura o guarda-redes Pedro, a fazer a sua estreia neste Campeonato, apenas tocava na bola esporadicamente, isto porque os da casa tinham simplesmente abdicado de atacar. Mas como diz o povo - “tantas vezes o cântaro vai à fonte que alguma vez vai deixar lá a asa”, a equipa de Creixomil chegava mesmo à igualdade. Na conversão de um pontapé de canto o central Rui eleva-se mais alto que tudo e todos e cabeceia para o golo. Este golo galvanizou ainda mais os jovens de Creixomil que agora acreditavam ainda mais na vitória. O treinador lança mais um homem para a frente de ataque sendo ele Pinto. Este jogador teria nos pés a grande oportunidade de colocar a sua equipa na frente do marcador no último lance do desafio, mas a bola saiu a centímetros do poste da baliza do desamparado José Miranda. O jogo terminou assim com uma igualdade a duas bolas, mas ficou a nítida sensação que se o jogo se prolongasse mais uns minutos o Creixomil chegaria à vitória, o que seria justíssimo face ao grande esforço e espírito de entreajuda revelado por todos os seus atletas. Por ultimo fica uma nota negativa para o comportamento de alguns adeptos com nítida falta de educação, incluindo o treinador do Perelhal, que com o jogo a decorrer saltou o muro que serve de vedação ao campo de jogos para se travar de razões com adeptos afectos à equipa visitante.

                            


14-04-2007

 

Vitoria sobre Paradela

 

De regresso às vitórias

 

O Grupo Desportivo de Creixomil recebeu e venceu os Moinhos de Paradela por três bolas a uma, numa partida em atraso referente à 10ª jornada do Campeonato Popular de Juniores. Vindos de duas derrotas consecutivas os jovens de Creixomil começaram bem cedo a superiorizar-se numa partida marcada pelo excesso de cartões mostrados.

 

 

G.D. CREIXOMIL                                       3

MOINHOS DE PARADELA                         1

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DAS FONTAINHAS

ARBITRO:

Hugo

Pimenta

Diogo

Veloso

(Ricardo, 74')

Hélder

(Márcio, 64')

Paulinho

(Márcio Enes, 77')

Fitas

(Leandro, 78')

Nuno

Capela

(Joel, 78')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Pedro

 

 

 

Fábio Lopes

André Macieira

André Lopes

(Tiago Macieira, 70')

Luís Ferreira

Vitor Gomes

(Roberto Costa, 75')

Carlos Duarte

Cristiano Oliveira

Pedro Amorim

André Fernandes

Tiago Lopes

(Rubem Faria, 63')

André Cruz

 

Treinador:

Joaquim Macieira

 

Jogadores não utilizados:

 

 

Ao Intervalo: 2-0

Marcadores: Nuno, Pimenta e Hélder; André 

                      Cruz

                     

                      

                     

                  

                         

 

 

 

            Realizou-se este sábado em Creixomil uma das partidas que a equipa da casa tinha em atraso no Campeonato. A contar para 10ª jornada os juniores de Creixomil receberam os de Paradela. Depois de terem saído derrotados dos dois últimos jogos disputados, os da casa necessitavam de regressar rapidamente aos triunfos para assim defenderem a sua posição na tabela classificativa. Para isso era necessário entrar em campo com uma atitude diferente da demonstrada nas últimas ocasiões. Muito concentrados e motivados os jovens de Creixomil cedo vincaram o seu futebol. Com mais pressing e consequente domínio de jogo rapidamente chegariam à vantagem inicial. De forma simples mas eficaz, Paulinho desenvencilhou-se de um adversário e chagado à linha de fundo cruzou para a área, onde apareceu Nuno a rematar com a seu pé esquerdo para o fundo das redes. Mais alguns minutos depois, e na sequência de um dos muitos pontapés de canto favoráveis a Creixomil, seria Pimenta a aumentar a vantagem no marcador. Oportuno no primeiro poste, e depois de falhar a emenda de primeira, acabaria por fazer o merecido golo. Tudo levava a crer que o vencedor deste jogo estava encontrado. Até ao intervalo não haveria mexidas no marcador, apesar dos inúmeros remates efectuados pelos jovens da casa. No segundo tempo o sentido do jogo foi o mês mesmo, ou seja, domínio completo da equipa do G.D.Creixomil. Embora menos incisivo o ataque do Creixomil continuava a dispor das melhores oportunidades para dilatar a vantagem trazida do primeiro tempo. Aos 23' da etapa complementar foi a altura exacta em que todos os presentes tiveram a oportunidade de assistir ao vivo a uma verdadeira obra-prima. Hélder, jogador do Creixomil, com a mesma finta tira consecutivamente três adversários do seu caminho, incluindo o guarda-redes, e coloca com classe a bola dentro das redes. Espectáculo, a palavra mais adequada para classificar este momento. Terminaria aqui a história deste jogo não fosse a estranha postura do árbitro do encontro, que de forma pouco compreensível apostou tudo nesta altura para se tornar a figura do encontro. O certo é que conseguiu, pois nos últimos dez minutos do encontro “conseguiu” encontrar situações suficientes para a mostragem de quatro cartões amarelos e um vermelho aos jovens da casa. Lamentável, sem dúvida, esta atitude visto que os jovens das duas equipas se bateram de forma correcta durante toda a partida e não mereciam este castigo. Uma palavra final para a equipa de Paradela que mesmo na última jogada do encontro chegaria ao golo de honra inteiramente justo.

  


 

07-04-2007

 

Derrota em Abade de Neiva

 

Visível superioridade dos da casa

 

Num jogo marcado pelo forte calor que se fez sentir venceu a equipa da casa, o Águias do Neiva, que no cômputo geral demonstrou maior frescura física e superioridade. A equipa de Creixomil apesar de ter sido a primeira a marcar, não conseguiu superiorizar-se nesta partida.

 

AGUIAS DO NEIVA                                  5

G.D.CREIXOMIL                                       2

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE ABADE DE NEIVA

ARBITRO: MANUEL CRUZ

David Vilas Boas

João Brito

Vitor Carvalho

Leandro Castro

João Carvalho

Rafael Bastos

(Sérgio Sousa, 58')

Eduardo Rodrigues

(Manuel Martins, 66')

Bruno Pereira

(Pedro Cunha, 70')

Helder Costa

Nelson Faria

(João Duarte, 78')

Diogo Pereira

 

Treinador:

Carlos Rodrigues

 

Jogadores não utilizados:

 

 

Hugo

Pimenta

(Joel, 72')

Diogo

Rui

Veloso

Hélder

Márcio

(Ricardo, 70')

(Pinto, 62')

Fitas

(Paulinho, 58')

Nuno

Capela

(Leandro, 78')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Pedro e Márcio Enes

 

Ao Intervalo: 4-2

Marcadores: Helder Costa(3), Diogo Pereira(2);

                      Tó e Capela

                      

                     

                  

                         

 

 

          A equipa de Juniores do Grupo Desportivo de Creixomil deslocou-se até Abade de Neiva para defrontar a equipa local em mais um jogo do Campeonato Popular de Juniores. A equipa de Creixomil até entrou melhor no jogo, e logo aos 10' já se adiantava no marcador. Num remate ao jeito de Quaresma, Tó conseguiu um golo de belo efeito e assim abrir o marcador. Um golo muito festejado, mas de pouca dura, isto porque minutos depois e aproveitando falhas da defensiva forasteira o Águias do Neiva daria a volta ao marcador. Hélder Costa e Diogo Pereira começaram a dar o seu show particular e a demonstrar claramente que estão já um patamar acima da maioria dos jogadores presentes neste desafio. Com um a grande velocidade estes dois jogadores, para além de obterem a totalidades dos golos da sua equipa puseram a cabeça em água aos defensores de Creixomil. Com um ritmo alucinante nestes primeiros minutos os jovens de Creixomil ainda conseguiam chegar à igualdade. Desta vez Capela de cabeça na recarga a um remate de Fitas colocava a incerteza no resultado. Nesta altura vem ao de cima a superioridade física dos da casa, fruto das quatro aquisições feitas por esta equipa no início da segunda volta do Campeonato. Uma vez mais as “lebres” de serviço, Hélder Costa e Diogo Pereira, com mais um golo cada viriam a dar outra dimensão ao resultado. Chegados ao intervalo com o resultado de 4-2 para os da casa, os visitantes tentavam alterar alguma coisa no seu desempenho, sobretudo na sua defensiva bastante permissiva na primeira parte do desafio. Com a segunda parte o acerto defensivo da equipa de Creixomil foi maior, mas a diferença no marcador já era grande e não deixava grandes esperanças na sua recuperação. Como seria de esperar o ritmo de jogo baixou e com isso as ocasiões de perigo junto das balizas rarearam. Os treinadores optaram por rodar as suas equipas com elementos menos utilizados, e com isso o ritmo baixou ainda mais. Mesmo assim ainda houve tempo para Hélder Costa aumentar a sua conta pessoal e estabelecer o resultado final em 5-2 para os da casa.  

 


31-03-2007

 

Derrota em Carapeços

 

Com a final ali tão perto…

 

Depois de na primeira-mão se ter registado um empate a uma bola, as equipas de Carapeços e Creixomil voltaram a encontrar-se para definir quem passaria à final da Taça. Com uma atitude mais definida e aguerrida os jovens de Carapeços venceram esta meia-final. Aos de Creixomil resta-lhes agora lutar pelo melhor lugar na Campeonato.

 

 

A.C.D.CARAPEÇOS                                3

G.D.CREIXOMIL                                       1

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE CARAPEÇOS

ARBITRO: MANUEL SILVA

Márcio Pereira

José Silva

Ricardo Azevedo

Vítor Pombo

César Miranda

Hugo Miranda

Hugo Coelho

(Rui Pereira, 40')

Pedro Costa

Jorge Barbosa

(Simão Lima, 80')

João Arantes

Ricardo Costa

(Hélder Duarte, 80')

 

Treinador:

Manuel Tomé

 

Jogadores não utilizados:

Hélder Portela, João Sousa e Miguel Pereira

 

Hugo

Pimenta

Rui

Diogo

Hélder

Márcio

(Ricardo, 77')

Fitas

Nuno

Capela

(Pinto, 60')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Joel, Márcio Enes, Pedro e Veloso

 

Ao Intervalo: 1-0

Marcadores: Jorge Barbosa (2), Simão Lima;

                       Hélder (gp)

                     

                  

                         

 

 

          Teve lugar este sábado, em Carapeços, a segunda mão da meia-final da Taça de Juniores que opôs as equipas de Carapeços e Creixomil. Depois do empate a uma bola registado em Creixomil na primeira-mão aguardava-se uma verdadeira final entre estes dois conjuntos. A equipa de Creixomil começou melhor o desafio, com mais posse de bola. Neste período inicial os jovens de Creixomil conseguiram alguns cantos a seu favor que levaram algum perigo à baliza de Márcio Pereira. Quando parecia que os visitantes estavam a assegurar aos poucos o controlo do jogo surge o golo do Carapeços. Numa jogada de contra-ataque pela sua direita João Arantes levou a bola até à linha de fundo, cruzou para junto da baliza onde surge Jorge Barbosa sem oposição a empurrar para o fundo das redes. Com este golo a equipa da casa galvanizou-se e foi à procura do golo que lhe daria mais tranquilidade na eliminatória. Por seu lado os jovens de Creixomil como que se encolheram e assim passaram por grandes dificuldades até ao intervalo. Até lá o marcador permaneceu inalterado muito por culpa das intervenções de Hugo e pelo desacerto dos atacantes de Carapeços. Na segunda parte perspectivava-se uma reacção da equipa de Creixomil. Essa reacção aconteceu e começou a dar os seus frutos logo nos primeiros minutos desta etapa complementar. Numa grande penalidade a castigar uma mão na bola de um defensor da casa, Hélder restabelece a igualdade no jogo e também na eliminatória. Com este golo os da casa tremeram um pouco, mas rapidamente retomaram as rédeas do desafio. Numa clara posição de expectativa os jogadores de Creixomil ofereciam esse controlo, tentando surpreender o adversário em contra-ataque. A seis minutos do final do tempo regulamentar, o Carapeços “recebeu” o prémio pela sua garra e determinação impostas neste jogo. A defesa de Creixomil fica parada a ver jogar e uma vez mais Jorge Barbosa faz o golo. Já pouco havia a fazer, mas nesta altura um golo para Creixomil daria o seu apuramento. A aposta dos forasteiros eram as bolas paradas. Num desses lances, e já em períodos de compensação, com todos os jogadores do Creixomil junto à área de Carapeços, a bola e rechaçada pela defensiva da casa e é lançado um contra-ataque rapidíssimo que só termina no fundo das redes de Creixomil. Resultado final de 3-1 para os da casa que premiou quem mais trabalhou dentro das quatro linhas.

 

 


 

17-03-2007

 

Vitória em Pereira

 

Três pontos no último minuto

 

Este fim-de-semana o Campeonato de Futebol Popular de Juniores ganhou um novo alento e ainda mais interesse muito por culpa do G.D.Creixomil que inesperadamente foi ganhar ao terreno da ACULDEPE, que é o actual líder e vencedor em titulo. O golo da vitória forasteira só surgiu no último minuto do desafio.

 

 

ACULDEPE                                               0

G.D.CREIXOMIL                                       1

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE PEREIRA

ARBITRO: FRANCISCO TORRES

Hélder Ferreira

Ricardo Fonseca

Tiago Filipe

Hélder Simões

Pedro Ferreira

Nuno Ferreira

(João Carvalho, 65')

Joel Santos

Tiago Jardim

(Nelson Araújo, 70')

Rui Alves

Francisco Gomes

André Costa

(João Machado, 50')

 

Treinador:

Sérgio Ferreira

 

Jogadores não utilizados:

Vítor Fernandes, Tiago Rocha, Cláudio Macedo e Tiago Duarte

 

Hugo

Pimenta

Rui

Veloso

Hélder

Márcio

(Ricardo, 78')

Fitas

(Pinto, 60')

Nuno

Capela

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Joel, Márcio Enes, Pedro e Leandro

 

Ao Intervalo: 0-0

Marcadores: Rui

                     

                  

                         

     

 

           Quando faltam apenas cinco jornadas para o término do Campeonato de Juniores eis que a competição ganha novo alento e surge ainda mais incerteza quanto ao vencedor final da prova. Tudo isto porque o Grupo Desportivo de Creixomil foi vencer de forma algo surpreendente o actual líder a sua casa. A equipa de Pereira, que na primeira volta apenas tinha perdido um jogo (na 1ª jornada), na segunda volta em dois jogos só conseguiu um ponto. Com isto viu os seus adversários aproximarem-se ao ponto do quarto classificado estar apenas a quatro pontos de distância. Ganha assim novo ânimo a parte final do Campeonato de Futebol Popular de Juniores.

          Quanto ao jogo propriamente dito decorreu de forma lenta e disputado muito a meio campo, tanto na primeira como na segunda parte. Com mais domínio por parte dos da casa, consentido de forma propositada, nunca se assistiu a grandes ocasiões de golo. Excepção feita a alguns lances de bola parada e podemos dizer que os guarda-redes foram autênticos espectadores. Com o passar dos minutos era notório que, apesar do domínio consentido, os jovens da casa não tinham grandes argumentos para ultrapassarem o ultimo reduto dos visitantes com êxito. Com o início da segunda parte os jovens de Creixomil começaram a perceber isso mesmo, e surgiam agora com uma outra postura em campo. Mais audaciosos os visitantes foram criando um maior equilíbrio no desafio, criando alguns lances de perigo junto à baliza contrária. A melhor oportunidade de golo surge aos 25' minutos da segunda parte por intermédio de Pinto que, depois de alguma confusão na área do Pereira, remata para a baliza mas esta esbarra no braço de um adversário. Fica-se a pedir grande penalidade mas o árbitro alega ser um lance casual e nada assinala. O certo é que não fosse o braço do jogador do Pereira e seria golo. Com este lance os da casa ficaram ainda mais nervosos. As alterações efectuadas por parte do treinador em nada resultaram e com o escoar do tempo já ninguém acreditava noutro resultado que não fosse o nulo no marcador. Até que no último minuto do desafio é assinalado um pontapé de canto a favor de Creixomil. A mando do seu treinador os centrais sobem até à área do Pereira. Hélder de forma exímia coloca a bola no segundo poste onde surge o central Rui embalado de trás a cabecear para o fundo das redes. Um bonito golo a sentenciar uma partida que para além de relançar o Campeonato, acabou por premiar a equipa mais inteligente em campo. 

 

  


10-03-2007

 

Empate caseiro

 

Dois pontos perdidos nas Fontainhas

 

Era a quinta vez, em jogos oficiais e não oficiais, que as equipas de Creixomil e Aborim se defrontavam esta época. Nos outros desafios a vitória acabou por sorrir sempre aos de Creixomil, em alguns casos até com resultados volumosos, mas desta vez isso não aconteceu. Surpresa só para quem não acompanhou este desafio foi o resultado final. Empate a três bolas algo lisonjeiro para os jovens da casa.

 

 

G.D. CREIXOMIL                                      3

U.C.R.A. ABORIM                                     3

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DAS FONTAINHAS

ARBITRO: MANUEL SILVA

Hugo

Pimenta

Rui

Veloso

Hélder

Paulinho

(Capela, 35')

(Márcio, 62')

Miguel

Nuno

Fitas

(Pinto, 58')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Joel, Márcio Enes e Leandro

 

Sérgio Coutinho

Pedro Durrães

Jorge Carreiras

André Durrães

Manuel Costa

Marco Campos

(António Araújo, 66')

Hélder Carvalho

Amandeo Rebelo

João Magalhães

César Oliveira

Guilherme Lobo

(Fábio Carreira, 74')

 

Treinador:

Manuel Miranda

 

Jogadores não utilizados:

André Costa e Adélio Rebelo

 

Ao Intervalo: 1-2

Marcadores: Tó, Pinto e Miguel; Hélder Carvalho, João Magalhães e César Oliveira

                     

                  

                          

          Começou este sábado a segunda volta do curto Campeonato de Futebol Popular de Juniores. A equipa de Creixomil recebeu a sua congénere de Aborim, a U.C.R.A., e num jogo que parecia fácil para os da casa estes acabaram por o complicar. O empate como resultado final até acaba por ser lisonjeiro tendo em conta o fraco desafio produzido pelos jovens de Creixomil.

            O jogo até começou da melhor maneira para os visitados, visto que logo no primeiro minuto já estavam em vantagem no marcador. Tó na sequência de um canto coloca o esférico no fundo das redes. Com esta dinâmica inicial parecia que se ia assistir a mais um resultado desnivelado entre estas equipas, mas isso não viria a acontecer. Os jovens da casa lentamente foram sendo como que contagiados por uma estranha apatia, que a equipa de Aborim soube aproveitar. Com grande determinação e não se deixando abater pelo golo sofrido muito cedo rapidamente deram a volta ao marcador, primeiro por Hélder Carvalho numa fífia monumental do guarda-redes Hugo, depois por intermédio de João Magalhães na conversão de uma grande penalidade a castigar uma falta desnecessária do defesa Rui. Chegava-se assim ao intervalo com o marcador a assinalar 1-2. Na segunda parte esperava-se um forte reacção dos da casa mas, também por culpa da excelente prestação dos forasteiros, isso não aconteceu. Mais com o coração que com a cabeça os jovens de Creixomil tentavam chegar à baliza contrária com perigo mas raramente o conseguiam. Aos 58' minutos o treinador da casa faz entrar Pinto numa tentativa de alargar a sua frente de ataque. Esta alteração resultou em cheio pois na primeira vez que Pinto toca na bola é para fazer o golo do empate. Ainda com muito tempo pela frente parecia que a vitória ainda estava ao alcance do Creixomil, mas no minuto seguinte mais um “balde de água fria”. Displicentemente Veloso deixa escapar o seu adversário directo, César Oliveira, e este com grande a vontade perante Hugo faz o terceiro e coloca a sua equipa novamente em vantagem. Este golo enervou ainda mais os da casa que não conseguiam desenvolver o seu futebol. Nesta altura, e com os nervos em franja, o futebol resumia-se a bolas bombeadas para o ataque sem qualquer nexo. Ainda assim o G.D.Creixomil acabaria, algo fortuitamente, por chegar novamente à igualdade. Miguel ganha a bola na área adversária, prepara o remate e no momento certo dispara o tiro certeiro sem qualquer hipótese para o guarda-redes contrário. Ainda faltavam cerca de dez minutos para o final da partida, mas os da casa foram incapazes de chegar à vantagem, sendo mesmo os jovens de Aborim a dispor de algumas oportunidades flagrantes para o conseguirem. No final o empate a três bolas, tendo em conta o futebol produzido por ambas as equipas, acaba por ser um pouco injusto para os visitantes que mereciam algo mais. 

 

  

 


03-03-2007

 

Empate com Carapeços

 

Mais um empate…

 

Uma semana depois novo encontro entre os juniores de Creixomil e Carapeços, agora a contar para a meia-final da Taça, primeira-mão. Como no jogo de há uma semana a trás para o Campeonato também este terminou empatado, o que diz bem do equilíbrio que existe entre estes dois conjuntos.

 

G.D. CREIXOMIL                                       1

A.C.D. CARAPEÇOS                                1

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DAS FONTAINHAS

ARBITRO: RUI COSTA

Hugo

Pimenta

Rui

(Márcio, 80')

Diogo

Hélder

Fitas

Miguel

(Pinto, 70')

Nuno

Capela

(Paulinho, 61')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Joel, Veloso e Ricardo

 

Hélder Portela

Vítor Pombo

Rui Costa

(José Silva, 25')

Ricardo Azevedo

César Miranda

Hugo Miranda

Hugo Coelho

(Pedro Costa, 80')

Rui Pereira

(Fernando Rosa,52')

Jorge Barbosa

Ricardo Costa

João Arantes

 

Treinador:

Manuel Tomé

 

Jogadores não utilizados:

João Santos, Ricardo Sousa, Helder Costa

 

Ao Intervalo: 1-0

Marcadores: Miguel: Diogo (pb)

                     

                  

                         

 

            Encontraram-se uma vez mais as equipas de G.D.Creixomil e A.C.D.Carapeços. Desta feita o encontro teve lugar em Creixomil na categoria de Juniores a contar para a meia-final da Taça Cidade de Barcelos, primeira-mão. O desafio começou por ser dominado pelos forasteiros, que pareciam estar mais à vontade e sem apresentar grandes nervosismos ao contrário dos da casa. Mesmo assim este domínio não foi traduzido em oportunidades flagrantes, tão pouco em golos.Com o passar do tempo os jovens atletas de Creixomil libertaram-se da pressão e nervosismo inicial e foram paulatinamente subindo no terreno. Os primeiros pontapés de canto a favor dos da casa surgem aos 20' de jogo e ai as primeiras situações de perigo junto à baliza do Carapeços. Aos 28' minutos de jogo começa o “festival” de bolas na barra da baliza dos visitantes. A primeira por intermédio de Nuno na tentativa de marcação de um canto directo, a segunda novamente por Nuno na conversão de um livre descaído para a direita do seu ataque e a terceira por Tó que já dentro da área adversária remata ao ferro, mas desta vez surge Miguel a fazer a recarga para o fundo das redes abrindo assim o activo. Estava percorrido pouco mais de meia hora de jogo e este golo vinha premiar os jovens da casa pelo excelente futebol que estavam a praticar. Até final na primeira parte ainda se pode verificar mais algumas oportunidades do Creixomil em dilatar a vantagem mas isso não aconteceu. Na segunda parte a equipa de Carapeços surgiu um pouco mais desinibida o que retraiu um pouco os de Creixomil que na sua mente passava em primeiro lugar o defender a vantagem já conseguida. Aos poucos os jovens visitantes iam encostando os da casa ao seu último reduto e o perigo começa agora a rondar mais vezes a área do Creixomil. Mas é o Creixomil que desperdiça uma flagrante oportunidade de dilatar a vantagem quando Fitas, depois de um potente remate de Hélder a obrigar a uma bela defesa do guarda-redes contrário, surge isolado para a recarga mas atira por cima. A grande oportunidade de golo dos visitantes surge a meio desta segunda parte, com Jorge Barbosa a rematar com estrondo à barra e com a bola depois a perder-se pela linha final. Estava dado o alarme e daqui em diante assiste-se a um verdadeiro assalto à área defensiva do Creixomil, mas o guarda-redes Hugo revela-se bastante atento e em grande forma e com um punhado de belas defesas evita o previsível golo da igualdade. A poucos minutos do final da partida o inevitável acontece e o Carapeços chega à igualdade, mas de forma muito feliz. Na conversão de um canto o defesa e capitão do Creixomil Diogo, que se encontrava no primeiro poste, na tentativa de afastar a bola do perigo acaba por a introduzir no fundo da baliza. Esta infelicidade abala um pouco a equipa da casa que se vê um pouco apertada nestes minutos finais, mas consegue restabelecer-se e tenta ainda no pouco tempo que lhe resta chegar à vantagem. No limite do tempo de jogo Fitas consegue libertar-se de dois adversários e isolar-se, mas é rasteirado por trás deixando a dúvida se dentro ou fora da área do Carapeços. Para espanto de todos o árbitro da partida assinala falta uns bons metros fora da área e exibe apenas o cartão amarelo ao infractor. Do livre nada resultou, apenas aquilo que não devia acontecer, o infractor saiu beneficiado. Resultado final, um empate que deixa tudo em aberto para a segunda mão a 31 deste mês em Carapeços.

 

 


24-02-2007

 

Empate em Carapeços

 

Um ponto cheio de raça, dedicação e empenho

 

Num grande desafio de juniores entre Creixomil e Carapeços foi possível observar a salutar rivalidade que existe entre estas duas instituições desportivas, que até nestes desafios de camadas jovens atrai muitas atenções. A igualdade a duas bolas como resultado final traduz bem a emoção que pairou neste desafio, onde os dois conjuntos mereciam a vitória.

 

 

A.C.D.CARAPEÇOS                                 2

G.D. CREIXOMIL                                      2

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE CARAPEÇOS

ARBITRO: ANTÓNIO CRUZ

Helder Portela

José Silva

Rui Costa

Vitor Pombo

Cesar Miranda

Hugo Miranda

Hugo Coelho

(Rui Pereira, 62')

Fernando Machado

(Helder Duarte, 70')

Jorge Barbosa

Ricardo Costa

João Arantes

 

Treinador:

Manuel Tomé

 

Jogadores não utilizados:

João Santos, Ricardo Sousa, Helder Ferreira e Pedro Costa

 

Hugo

Pimenta

Ricardo

Veloso

Hélder

Fitas

Miguel

(Paulinho, 60')

Nuno

(Pinto, 62')

Capela

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Joel e Leandro

 

Ao Intervalo: 1-1

Marcadores: Jorge Barbosa (2); Hélder e Pinto

                     

                  

                         

          Realizou-se este fim-de-semana a última jornada da primeira volta do Campeonato de Juniores de Futebol Popular. Os jovens de Creixomil deslocaram-se a Carapeços para um desafio sempre muito aguardado por todos. A partida começa por ser dominada pelos de Creixomil, que com mais solidez chegavam mais rápido à bola e assim conseguiam desenvolver as suas jogadas. Não foi surpresa para ninguém, por isso, o primeiro golo do G.D.Creixomil aos 12 minutos de jogo. Depois de uma jogada toda ela desenvolvida na direita do seu ataque, o esférico surge à entrada da área do Carapeços em zona frontal á baliza e Hélder de pé esquerdo, com toda a sua entrega, coloca a bola no fundo das redes para delírio dos seus colegas. Com este golo a equipa de Carapeços desperta para o jogo, os seus jogadores começam a ganhar mais a zona de meio campo e o perigo rondava agora mais a baliza á guarda de Hugo. À passagem da meia hora de jogo, numa jogada de contra ataque, Jorge Barbosa leva a melhor sobre os centrais de Creixomil e à saída de Hugo faz-lhe um chapéu de belo efeito igualando a partida. Os jovens de Creixomil acusam um pouco este golo e a equipa desorienta-se nestes minutos finais da primeira parte. O Carapeços aproveita e pressiona ainda mais tentando o segundo golo, mas até ao descanso o resultado permanece inalterado. A segunda parte começa ainda com mais entrega por parte dos jovens jogadores, aqui e ali com alguma agressividade por parte dos da casa, mas felizmente sem chegar à violência. O jogo tornava-se ainda mais emotivo com os dois conjuntos a tentarem chegar à vitória.Com bastante público a assistir, tendo em conta tratar-se de um jogo de juniores, seriam os da casa a chegar à vantagem no marcador. Novamente Jorge Barbosa liberto de marcação na área de Creixomil não teve dificuldade em fazer segundo. Com este golo sofrido o treinador de Creixomil, Carlos Manuel, faz entrar Paulinho e Pinto para os lugares de Miguel e Nuno, na tentativa de refrescar a frente do seu ataque. Estas alterações resultaram em cheio, pois a partir desta altura o Creixomil surge mais vezes com perigo junto à baliza do Carapeços. E seria mesmo Pinto acabado de entrar, que de cabeça já no interior da pequena área, faria o golo do empate a 15 minutos do final da partida. Com este golo o jogo ganhou novas emoções e os lances de golo surgiam com frequência, em maior numero para os da casa, que em cima do minuto 80 tiveram nos pés de Vítor Pombo a melhor oportunidade de golo do desafio mas este mostrou-se desastrado no momento da finalização. Já em período de compensação dado pelo árbitro seria Paulinho que isolado desperdiçava a oportunidade soberana para por o Creixomil em vantagem. Chegava assim o final do jogo com uma igualdade a duas bolas, um resultado que se aceita, pois nenhuma das equipas merecia sair derrotada deste belo desafio de futebol.  

  

 


17-02-2007

 

Vitória em casa

 

Juniores de Creixomil vencem Milhazes

 

Separados por apenas um ponto Creixomil e Milhazes mostraram como se pode disputar uma partida de futebol na base da lealdade e sempre com fair play. Um verdadeiro jogo de camadas jovens, onde até o trio de arbitragem se juntou através dos árbitros auxiliares. A tão falada formação parece ter chegado finalmente ao sector da arbitragem.

 

G. D. CREIXOMIL                                      3

MILHAZES                                                 1

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DAS FONTAINHAS

ARBITRO: FERNANDO LEAL

Hugo

Pimenta

(Márcio Enes, 75')

Rui

Diogo

Hélder

Gomes

(Fitas, 50')

(Ricardo, 60')

Miguel

(Pinto, 77')

Nuno

Capela

(Paulinho, 71')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Veloso

 

António Machado

(Pedro Barreto, 40')

Nelson Costa

Bruno Alves

Nuno Silva

Luís Carvalho

André Silva

(Bruno Araújo, 75')

Serafim Oliveira

(Flávio Agra, 55')

Joaquim Carvalho

José Gomes

(Jorge Miranda, 70')

Helder Brito

Luís Faria

 

 

Treinador:

Pedro Matos

 

Jogadores não utilizados:

Diogo Miranda, Diogo Martins e Carlos Simões

 

Ao Intervalo: 1-1

Marcadores: Nuno, Tó e Fitas; Joaquim

                      Carvalho

                  

                         

 

 

            Na sexta jornada do Campeonato de Futebol Popular Júnior de Barcelos defrontaram-se as equipas do G.D. Creixomil e Milhazes. Estas equipas estavam separadas por um ponto na tabela classificativa, com vantagem para os jovens de Milhazes, e por isso aguardava-se um jogo com bastante equilíbrio. A equipa da casa entrou melhor no jogo e começou por criar alguns lances de perigo junto ao último reduto dos visitantes, mas sem chegar ao tão desejado golo. Aos poucos a equipa do Milhazes começou a equilibrar o desafio e o perigo rondou também algumas vezes a baliza de Creixomil. É precisamente nesta altura, de maior domínio das operações, que surge o golo de Creixomil. Aos 25', numa jogada rápida de contra-ataque pela sua esquerda Nuno, depois de um toque de cabeça de Gomes, consegue esgueirar-se por entre dois defesas contrários e à entrada da área remata forte não dando hipóteses ao guarda-redes, abrindo o activo com um grande golo. O Milhazes não se atemorizou com este golo e procurou rapidamente a resposta. Com esta atitude adivinhava-se o golo da igualdade, que viria a acontecer num lance muito discutido pelos da casa em que o juiz da partida assinalou grande penalidade. Estávamos a 5' do intervalo quando Joaquim Carvalho na sua conversão estabelece a igualdade, resultado esse que haveria de chegar inalterado ao intervalo por inoperância e alguma falta de sorte dos avançados do Creixomil. Como início da segunda parte dá-se a primeira alteração nas equipas com a mudança de guarda-redes na formação do Milhazes por lesão do titular. O jogo recomeça com a mesma entrega dos jogadores de ambas as equipas até que com um quarto de hora de jogo na etapa complementar, e em duas ocasiões consecutivas, o G.D.Creixomil sentenciou a partida com dois golos. O primeiro dos quais por intermédio de Tó que respondeu bem de cabeça a um cruzamento da sua direita por parte de Nuno. Logo de seguida, e a concluir uma excelente jogada de Capela em que este passou por vários adversários incluindo o guarda-redes, Fitas surgiu em cima da linha de golo a confirmar a vitória dos jovens da casa. A partir desta altura o jogo ficou partida a meio campo, com lances de grande perigo a surgirem junto de ambas as balizas mas sem consequências. Até final de referir a excelente execução de um livre por parte de Nuno a fazer a bola embater com violência na barra do desamparado guarda-redes de Milhazes. Já perto do último apito do árbitro é a vez de Hélder encontrar o ferro da baliza de Milhazes a evitar mais um golo para o Creixomil na conclusão de mais uma excelente jogada. Assim a vitória do Creixomil acaba por ser justa num jogo onde devemos destacar pela positiva a actuação de dois jovens árbitros auxiliares, um dos quais a fazer o seu baptismo na arbitragem. Parabéns à A.F.P.B. por finalmente apostar também na formação de novos árbitros. Esperemos que esta aposta seja para continuar.

      


03-02-2007

 

2ª Mão da Taça

 

Juniores de Creixomil na meia-final da Taça

 

Como seria previsível, e depois do resultado da 1ª mão, a equipa de Juniores do G.D.Creixomil carimbou este sábado o passaporte para a meia-final da Taça. Num jogo facilmente controlado pelos jovens da casa, a goleada surgiu naturalmente à semelhança do jogo da 1ª mão em Aborim. Ficou bem patente nesta eliminatória que estas duas equipas vivem realidades diferentes desde o aspecto competitivo até à sua organização.

 

 

G. D. CREIXOMIL                                      5

UCRA – ABORIM                                      2

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DAS FONTAINHAS

ARBITRO: FRANCISCO TORRES

Hugo

Pimenta

Rui

(Tó, 50')

Veloso

(Fitas, 72')

Hélder

Ricardo

(Márcio, 60')

Gomes

(Joel, 60')

Miguel

(Pinto, 55')

Nuno

Capela

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Paulinho

 

Sérgio Coutinho

(Adélio Rebelo, 65')

André Durães

(Jorge Costa, 70')

José Fernandes

(Pedro Durães, 47')

José Carreiras

Manuel Costa

Diogo Castro

Marco Campos

Rafael Magalhães

Patrick Sousa

(Flávio Amorim, 60')

César Oliveira

António Araújo

(Fábio Carreira, 50')

 

Treinador:

Manuel Miranda

 

Jogadores não utilizados:

Tiago Linhares e Diogo Gomes

 

Ao Intervalo: 3-0

Marcadores: Miguel (3), Fitas e Nuno; António

                      Araújo e César Oliveira

                  

                         

 

      

                Realizou-se este sábado a segunda mão da primeira eliminatória da Taça Cidade de Barcelos na categoria de Juniores. Na primeira-mão, em Aborim, já o G.D.Creixomil saíra vencedor por uns expressivos 6-1, pelo que não restavam grandes dúvidas sobre o vencedor da eliminatória. Se as haviam ficaram logo dissipadas, pois aos trinta segundos de jogo Miguel, aproveitando a apatia dos seus adversários abria o activo. O mesmo jogador haveria de voltar a marcar em lances idênticos ao primeiro. Aos 12 minutos e depois aos 22 completou o seu “hack trick” em lances onde surgiu isolado frente ao desamparado guarda-redes contrário. Durante este período inicial da partida os jogadores de Creixomil mandaram por completo no jogo criando várias oportunidades de golo. Com o passar do tempo e o aproximar do intervalo, aproveitando um ritmo mais pausado da partida, os jovens de Aborim começam a surgir mais vezes junto à baliza contrária criando aqui e ali algum perigo. O intervalo chega sem mais alterações no marcador. Com o reatamento da partida assiste-se ao crescimento de produção da equipa de Aborim, que começa a criar algumas oportunidades para marcar, com os jogadores de Creixomil, fruto do resultado, muito apáticos e sem qualquer reacção face aos acontecimentos. Aos vinte minutos desta segunda parte a equipa de Aborim, por intermédio de António Araújo, chega mesmo ao golo aproveitando a confusão que se tinha instalado na defensiva de Creixomil. Poucos minutos depois, e sem que houvesse qualquer reacção a este golo por parte dos jovens da casa, César Oliveira num remate certeiro de fora da área chega ao 3-2 de forma surpreendente. De imediato o treinador Carlos Manuel decide fazer algumas alterações na sua equipa de forma a evitar mais surpresas. Estas alterações surtem efeito e rapidamente o domínio do jogo volta a pertencer ao Creixomil. Nos últimos dez minutos de jogo Fitas e Nuno com um golo cada encarregaram-se de repor alguma justiça mais no resultado e uma diferença no marcador que demonstrava mais a diferença que existe entre estas duas equipas.


27-01-2007

 

Empate com Águias do Neiva

 

Um ponto caído do céu

 

Num jogo nem sempre bem jogado, mas sempre controlado pelos visitantes a sorte premiou os jovens de Creixomil com um ponto. Em vantagem desde o inicio da segunda parte os juniores do Águias do Neiva tiveram sempre o controlo do jogo, mas em período de compensação o avançado Fitas haveria de restabelecer a igualdade.

 

 

G. D. CREIXOMIL                                      1

AGUIAS DO NEIVA                                   1

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DAS FONTAINHAS

ARBITRO: ANTÓNIO LOMAR

Hugo

Pimenta

Rui

Veloso

Hélder

Paulinho

(Gomes, 32')

(Pinto, 70')

Fitas

Nuno

Capela

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Pedro, Ricardo Leandro e Joel

 

David Vilas Boas

Sérgio Sousa

João Carvalho

Leandro Castro

João Brito

Rafael Bastos

Ricardo Miranda

(João Duarte, 77')

Bruno Pereira

Hélder Costa

Nelson Faria

Fernando Gonçalves

(Pedro Cunha, 72')

 

Treinador:

Tiago Abelheira

 

Jogadores não utilizados:

Rui Freitas, José Faria, Pedro Pereira, Eduardo Freitas e André Amaral

 

Ao Intervalo: 0-0

Marcadores: Fitas; Hélder Costa

                  

                         

 

 

           

 

            Teve lugar este sábado a quarta jornada do Campeonato Popular de Futebol Júnior de Barcelos. Nesta jornada o G.D.Creixomil recebeu a equipa de Abade de Neiva, o Águias do Neiva. Desde o apito inicial da partida que os jovens da casa demonstraram grande atabalhoamento na construção das suas jogadas, sendo visível também o seu nervosismo. Com estas particularidades os visitantes aproveitaram para tomar conta do jogo, criando desde cedo algumas oportunidades de golo que só não foram concretizadas ou por valentia do guarda-redes Hugo ou por falta de pontaria dos avançados do Águias do Neiva. A única ocasião de perigo para a baliza dos visitantes chegou já em cima do intervalo com o recém entrado Gomes a enviar a bola por cima da barra quando podia fazer bem melhor. Com o intervalo nada se alterou e a partida continuou com a mesma toada. Poucos minutos depois do reatamento surgiu o golo do Águias do Neiva. Hélder Costa surge isolado na área do Creixomil e acaba fazendo aquilo que á muito se adivinhava, o golo inaugural. Directores e jogadores da casa surgem-se contra a equipa de arbitragem por suposta posição irregular do avançado visitante, mas as suas pretensões não são aceites. Ainda restava muito tempo para a reviravolta mas os jovens de Creixomil pareciam pouco acreditar nesta possibilidade, e nem com os incentivos e chamadas de atenção do seu treinador a atitude mudava. Foi já em período de compensação dado pelo árbitro que Nuno e Fitas, dois dos mais inconformados do Creixomil, protagonizaram a jogada que haveria de dar o golo do empate com este ultimo, de primeira, a desferir o remate certeiro. A equipa de Creixomil acabava assim por conseguir um ponto muito feliz face aquilo que produzir durante o desafio.

 


21-01-2007

 

Vitória em Paradela

 

Goleada à moda antiga

 

A equipa de juniores do G.D.Creixomil goleou este domingo a sua congénere de Paradela por sete bolas a duas. Um resultado bastante desnivelado, mas que traduz perfeitamente a diferença de valores das duas equipas. Não fosse a falta de pontaria dos avançados da equipa de Creixomil o resultado certamente atingiria valores pouco usuais em jogos de futebol.

 

PARADELA                                               2

G.D.CREIXOMIL                                       7

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE PARADELA

ARBITRO: MANUEL MARTINS

Fábio Lopes

Pedro Costa

Luís Ferrreira

(Roberto Costa, 70')

André Lopes

Tiago Lopes, 68')

Vitor Gomes

(Rubem Faria, 65')

Cristiano Oliveira

Ricardo Pedras

Hélder Campos

Pedro Amorim

Paulo Gomes

(Tiago Gomes, 75')

André Fernandes

 

Treinador:

Joaquim Macieira

 

Jogadores não utilizados:

Cristiano Ferreira

 

Hugo

Diogo

Rui

Pimenta

(Pedro, 60')

Helder

Paulinho

(Gomes, 58')

(Ricardo, 65')

Miguel

(Fitas, 57')

Nuno

Capela

(Pinto, 66')

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Veloso

 

Ao Intervalo: 1-4

Marcadores: Pedro Amorim (2); Miguel (2), Hélder (2), Rui, Nuno e Gomes 

                         

 

 

            Em jogo a contar para a terceira jornada do Campeonato de Futebol Popular de Juniores encontraram-se as equipas de Paradela e Creixomil. O jogo teve lugar no terreno do Paradela e o resultado final de sete bolas a duas a favor dos jovens de Creixomil traduz bem a diferença de valores existente entre estas duas equipas.

            O primeiro golo do desafio aconteceu aos 10' minutos de jogo por intermédio do defesa Rui, que de cabeça na cobrança de um canto pôs o G.D. Creixomil em vantagem, isto depois de inúmeras oportunidades desperdiçadas pelos seus colegas do ataque. O jogo só conhecia um sentido e muito raramente os da casa chegavam à baliza contrária. Aos 22' minutos e aproveitando uma infantilidade do guarda-redes Hugo o avançado Pedro Amorim restabelecia a igualdade para surpresa de todos os presentes. Os jovens de Creixomil não acusaram o golo e foram de imediato na senda do segundo, que acabaria por surgir aos 27' por intermédio de Miguel. Este jogador viria a bisar cinco minutos depois numa jogada bastante confusa na área do Paradela. O intervalo não chagaria sem que antes Hélder numa jogada individual coloca-se mais justiça no marcador ao conseguir o quarto golo para a sua equipa. No segundo tempo o desenrolar do jogo continuava igual à primeira parte, isto é, com o Creixomil permanentemente ao ataque. Por isso não estranhou a ninguém que Nuno aos 49', Hélder aos 55' e Gomes aos 66' alargassem o marcador com os seus golos. Nesta altura os dois treinadores aproveitavam para rodar as suas equipas já que o vencedor estava encontrado. Com as alterações verificou-se uma quebra no jogo e menos oportunidades. Já perto do final do jogo Pedro Amorim, de longe o jogador mais evoluído tecnicamente por parte dos da casa, acabaria por chegar novamente ao golo reduzindo assim a desvantagem. O resultado final espelha bem a diferença das equipas num jogo com bastante publico a assistir, o que só estimula ainda mais estes jovens jogadores.


 

13-01-2007

 

Derrota em casa

 

Juniores de Creixomil derrotados pela Aculdepe

 

Num jogo bastante aguardado por todos saiu vencedora a equipa campeã em título. Os jovens de Pereira foram mais eficazes que os de Creixomil e saíram assim vencedores. De lamentar apenas o incidente ocorrido com o guarda-redes da equipa de Pereira que teve de ser transportado em ambulância para o hospital.

 

G. D. CREIXOMIL                                      1

ACULDEPE                                               3

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DAS FONTAINHAS

ARBITRO: FRANCISCO TORRES

Hugo

Veloso

(Gomes, 50')

Márcio

Pimenta

Helder

Fitas

(Ricardo, 75')

Miguel

Nuno

Capela

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Paulinho, Márcio Enes, Pinto e Leandro

 

Fábio Santos

(André Costa, 30')

João Carvalho

Tiago Filipe

Nuno Ferreira

Pedro Ferreira

Nelson Costa

(Ricardo Gomes,70')

Tiago Duarte

Tiago Jardim

Rui Alves

Francisco Gomes

(Pedro Silva, 80')

Joel Santos

(Cláudio Santos, 30')

 

Treinador:

Sérgio Ferreira

 

Jogadores não utilizados:

Tiago Sá e Hélder Ferreira

 

Ao Intervalo: 1-1

Marcadores: Fitas; Tiago Duarte, Joel Santos e

                      Rui Alves

                         

 

Realizou-se este sábado a segunda jornada do Campeonato Futebol Popular de Juniores, com a equipa do G.D.Creixomil a receber a sua congénere de Pereira, os campeões em titulo.

O jogo começou com a equipa da casa a tomar conta das operações dominando por completo o jogo. Com este domínio avassalador adivinhava-se o golo que viria a acontecer por intermédio do avançado do Creixomil Fitas. Mesmo em vantagem a turma da casa continuou a carregar no acelerador procurando o segundo. Aos trinta minutos de jogo assiste-se a um momento algo dramático com o guarda-redes da Aculdepe a sofrer um ataque epiléptico. O jogo esteve parado alguns minutos a aguardar a ambulância que levaria o jovem para o hospital. Foi notório que este episódio atemorizou todos os presentes, em especial os jovens jogadores. Com o recomeço do jogo a equipa de Pereira agigantou-se e tomou ela o domínio do jogo. Esta mudança de atitude surpreendeu os da casa que não souberam reagir e acabaram mesmo por consentir o golo do empate ainda antes do intervalo. Com o início da segunda parte assiste-se a uma reacção por parte dos jovens de Creixomil mas a inoperância dos seus atacantes não permite a mudança no resultado. Aos dez minutos desta segunda parte dá-se o caso do jogo. Joel Santos surge isolado no seu ataque, mas em clara posição de fora de jogo. O árbitro auxiliar hesita mas nada assinala e o lance só termina com o jogador da Aculdepe a fazer o golo. Muitos protestos por parte dos homens da casa que em nada alteram a decisão da equipa de arbitragem. A partida continua com os de Creixomil à procura do golo da igualdade, que por várias vezes esteve ao seu alcance mas a bola teimava em não entrar. Contra a corrente do jogo e dando razão á velha máxima que diz “quem não marca sofre”, a equipa da Aculdepe chega ao terceiro golo já ao cair do pano por intermédio de Rui Alves que isolado não teve dificuldades em desfeitear o desamparado Hugo. O resultado final de 1-3 acaba por ser injusto e demasiado pesado para aquilo que se passou em campo. Acaba por permear a eficácia dos jovens de Pereira e castigar a inoperância dos da casa.

 

 


 

06-01-2007

 

Vitória na Taça

 

Caminho aberto para as meias-finais

 

Por caprichos do sorteio G.D.Creixomil e U.C.R.A. voltaram-se a encontrar agora para a Taça Cidade de Barcelos em Juniores.Uma nova competição que a A.F.P.B. resolveu organizar para colmatar o curto campeonato deste escalão. Nesta eliminatória, jogada a duas mãos, está em vantagem a turma de Creixomil que goleou os de Aborim por seis bolas a uma.

 

 

U.C.R.A. - ABORIM                                   1

G.D.CREIXOMIL                                        6

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE ABORIM

ARBITRO: ANTÓNIO LOMAR

Ricardo Costa

(Nelson Pereira, 40')

Pedro Durrães

Jorge Carreiras

André Durrães

Sérgio Coutinho

Diogo Castro

Amândio Magalhães

(António Araújo, 53')

José Fernandes

João Magalhães

(Flávio Amorim, 66')

César Oliveira

(Patrick Sousa, 72')

Manuel Costa

(Cláudio Dias, 58')

 

Treinador:

Manuel Miranda

 

Jogadores não utilizados:

Adélio Rebelo e Marco Campos

 

Hugo

Veloso

(Joel, 68')

Rui

Pimenta

Helder

(Ricardo, 55')

Fitas

(Paulinho, 63')

(Marcio, 70')

Miguel

(Pinto, 65')

Nuno

Capela

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Pedro

 

Ao Intervalo: 0-3

Marcadores:Jorge Carreiras; Fitas 2, Miguel 2,  

                      Nuno e Tó                                

                          

 

 

          Como não há duas (jogo de apresentação e primeira jornada do campeonato) sem três, eis que U.C.R.A. e G.D.Creixomil voltam a encontrar-se consecutivamente, agora em jogo a contar para a primeira eliminatória da Taça Cidade de Barcelos em Juniores, competição esta que se realiza em duas mãos.

Também como nos jogos anteriores os jovens de Creixomil cedo assumiram o domínio do jogo e demonstraram pelo seu futebol que eram superiores. Não foi preciso esperar muito tempo até que surgisse o primeiro golo para os visitantes pois aos 23' Fitas aproveitando uma falha do guarda-redes contrário abria o activo. Poucos minutos passados seria a vez de Miguel marcar depois de uma jogada bem delineada pelos seus colegas Nuno e Tó. Cinco minutos depois novamente Fitas oportuníssimo ao segundo poste marcava o seu segundo golo e o terceiro para o G.D.Creixomil. Os da casa tentavam de quando em vez criar perigo junto à área de Creixomil mas o guardião Hugo respondia sempre com segurança. O intervalo chegava com os forasteiros em larga vantagem no marcador. Com a segunda parte regressou a certeza que o vencedor estava encontrado apenas faltando saber quantos golos seriam capazes de marcar os jogadores de Creixomil. A qualidade do futebol aumentou e os golos surgiram com naturalidade. Primeiro foi Miguel a bisar com um potente remate indefensável fuzilando autenticamente as redes contrárias. Alguns minutos depois foi a vez de Tó marcar, aproveitando uma falha da defensiva contrária rematou colocado fazendo o cinco a zero. Encarregado de colocar a cereja em cima do bolo foi Nuno com o seu “golo olímpico”, ao apontar o sexto golo de pontapé de canto directo. O resultado estava feito e os treinadores começaram a fazer alterações nas suas equipas dando assim a oportunidade de jogar a outros jovens, o que se reflectiu no futebol praticado. Antes do final do jogo a equipa de Aborim conseguiu o golo de honra apontado pelo seu capitão Jorge Carreiras. A segunda mão desta eliminatória esta marcada para Fevereiro mas pensamos que está encontrada já uma das equipas que disputará as meias finais, ou seja, o G.D.Creixomil.

 

 

 


 

16-12-2006

 

Vitória em Aborim

 

Muitos golos e três pontos no arranque dos Juniores

 

A equipa de Juniores do G.D.Creixomil iniciou, este sábado, da melhor forma mais um Campeonato de Futebol Popular da categoria. Um jogo marcado por muitos golos (oito!!!), mas com pouco futebol onde as equipas acusaram algum nervosismo pela estreia, saiu vencedora a equipa forasteira.

 

U.C.R.A. - ABORIM                                   3

G.D.CREIXOMIL                                        5

LOCAL: PARQUE DE JOGOS DE ABORIM

ARBITRO: MANUEL MARTINS

Pedro Reis

Adélio Rebelo

(Fábio Carreira, 65')

Jorge Carreiras

André Durrães

Sérgio Coutinho

Pedro Durrães

(André Costa, 55')

Patrick Sousa

(Tiago Linhares, 71')

Amândio Magalhães

João Magalhães

César Oliveira

António Araújo

 

Treinador:

Manuel Miranda

 

Jogadores não utilizados:

Nelson Pereira, Jorge Costa, Nelson Fernandes e Manuel Costa

 

Hugo

Veloso

Rui

Pimenta

Márcio

(Tó, 66')

Gomes

(Pinto, 60')

Hélder

(Ricardo, 77')

Fitas

(Paulinho, 58')

Nuno

Capela

 

Treinador:

Carlos Manuel

 

Jogadores não utilizados:

Joel e Márcio Enes

 

Ao Intervalo: 1-3

Marcadores: Amândio Magalhães, João Magalhães e César Oliveira; Adélio Rebelo pb, Sérgio Coutinho pb, Fitas, Nuno e Capela

                                

                         

 

          Teve inicio este sábado mais um Campeonato de Futebol Popular do escalão Júnior. Um Campeonato que este ano deixa algo a desejar pelo número de equipas inscritas. Apenas oito equipas num universo de trinta e duas inscritas na A.F.P.B. parecem apostar na formação de novos atletas. Lamentamos que isto aconteça, e com esta situação talvez a A.F.P.B. deva repensar o futuro do Futebol Popular e a sua orgânica.

          Nesta primeira jornada a equipa do G.D.Creixomil deslocou-se ao terreno do Aborim para defrontar a equipa local. A partida começou com o Creixomil totalmente balanceado para o ataque e com vontade de resolver rapidamente as coisas. A pressão resultou em cheio pois aos 5' de jogo já vencia por duas bolas a zero com golos de Capela e Adélio Rebelo na própria baliza. A intensidade do jogo diminuiu um pouco e a qualidade do futebol também com os jovens de Aborim a tentar equilibrar o desafio. À passagem da meia hora de jogo Fitas alarga a vantagem para o Creixomil ao marcar o terceiro golo deixando transparecer que o vencedor estava encontrado. Mas a equipa de Aborim, aproveitando algum desleixe dos visitantes, acabou por reduzir a desvantagem ainda antes do intervalo por intermédio de Amândio Magalhães. Na segunda parte a turma da casa tentou demonstrar que acreditava na reviravolta do marcador, e foi à procura disso mesmo. O nervosismo tomou conta da equipa de Creixomil com estes a errar demasiado número de passes. Aos 55' do jogo João Magalhães acaba mesmo por fazer o 2-3 para a equipa da casa. Com este golo a equipa de Creixomil tremeu um pouco, mas alguns minutos depois Nuno num remate de raiva alarga a diferença no marcador apontando o quarto golo para a sua equipa. Nesta altura o jogo entra numa fase de muito atabalhoamento, mas ao mesmo tempo de emoção pois os golos sucedem-se nas duas balizas. Primeiro é César Oliveira a reduzir novamente o marcador e poucos minutos depois o infeliz Sérgio Coutinho introduz a bola na sua própria baliza estabelecendo assim o resultado final. Num jogo com muitos golos mas com pouco futebol ficou a certeza que estas duas equipas podem ainda fazer muito mais, basta que os seus jogadores se lembrem que não têm qualquer pressão sobre si, apenas se devem divertir a praticar desporto.